Notícias

14mai

Falta de vacinação possibilitou a volta do sarampo ao redor do mundo

O sarampo é uma das doenças mais contagiosas do mundo e tem tido um aumento significativo de casos registrados nos últimos anos. Em 2017, cresceu 31% em relação ao ano anterior, levando a cerca de 110 mil mortes. Em 2018, de acordo com a Unicef, 98 países registraram um aumento de casos de sarampo.

Na maioria dos casos, o sarampo é uma doença com baixa gravidade, mas que pode levar a complicações que oferecem risco de vida, como pneumonia, meningite e inflamação cerebral.

Queda na vacinação

Programas de vacinação bem sucedidos garantiram que o sarampo se tornasse raro em muitos lugares no mundo. Contudo, recentes movimentos antivacinação têm influenciado pessoas em partes dos EUA e da Europa a não vacinarem suas crianças.

Em outros locais, entretanto, os motivos para a queda nos índices de vacinação são diferentes. Os níveis de imunização caíram em países que passam por sérias crises econômicas ou onde o sistema de saúde entrou em colapso.

Para conter o surto global do sarampo, alguns países caminham para tornar a vacinação obrigatória e muitos tornaram as exigências existentes mais rígidas.

Itália e França, por exemplo, passaram a aplicar multas e a proibir crianças não vacinadas de frequentarem a escola. Já a Alemanha discute a possibilidade de tornar a vacina contra o sarampo obrigatória.

Em muitos países de baixa renda, o sarampo ainda é uma grande causa de mortalidade infantil, apesar de se acreditar que a vacina evitou mais de 20 milhões de mortes entre 2000 e 2017.
 

 

 

Informações: BBC Brasil
Redação: Prática 
Enviar por email O preenchimento do nome é obrigatório. O preenchimento do email é obrigatório. O preenchimento do nome do destinatário é obrigatório. O preenchimento do email do destinatário é obrigatório.

Obrigado! Seu email foi enviado.

Fechar