Notícias

19jun

Número de pessoas com miopia duplicou nos últimos 50 anos

 A Universidade de Houston, nos Estados Unidos, vem estudando as possíveis causas para o aumento dos casos de miopia nas últimas décadas ao redor do mundo. Nos últimos 50 anos, o número de pessoas míopes duplicou e estima-se que em 2020 um terço da população mundial terá esse problema na visão. Em 2050, será a metade.

O médico Earl Smith, que conduz o estudo, acredita que esse fenômeno esteja relacionado ao comportamento humano contemporâneo, assim como à demanda educacional cada vez mais exigente e ao fato das pessoas passarem mais tempo em espaços fechados e utilizando equipamentos eletrônicos. A equipe debruça-se ainda sobre os fatores ambientais que podem ter um impacto sobre o crescimento do globo ocular, como a exposição a certos tipos de luz.

A chamada ‘epidemia de miopia’ apresenta atualmente mais incidência entre os jovens do leste da Ásia, em países como China e Coreia do Sul, onde a condição afeta quase 90% dos estudantes que concluem o Ensino Médio. Entretanto, o problema também avança em outras regiões do mundo.

As pessoas míopes podem ver claramente os objetos que estão próximos, mas não conseguem focar objetos distantes. Se não for detectada e corrigida com lentes, a miopia pode progredir e, com o tempo, aumentar significativamente o risco de catarata, glaucoma, desprendimento da retina e maculopatia míope. A doença também está entre as três primeiras causas de cegueira permanente no mundo.
 

Redação:
Prática
Conteúdo | Comunicação | Relacionamento

Com informações de:
BBC Brasil
Enviar por email O preenchimento do nome é obrigatório. O preenchimento do email é obrigatório. O preenchimento do nome do destinatário é obrigatório. O preenchimento do email do destinatário é obrigatório.

Obrigado! Seu email foi enviado.

Fechar