Notícias

17out

Dormir pouco pode contribuir para o aumento da circunferência abdominal

É o que aponta uma pesquisa da Universidade de Leeds, no Reino Unido. O estudo monitorou os hábitos de sono e a quantidade de comida ingerida por adultos saudáveis e observou outros indicadores metabólicos como colesterol, pressão, glicemia, funcionamento da tireoide e a circunferência abdominal.

Ao final, os voluntários que dormiram seis horas ou menos apresentaram 3 centímetros a mais na cintura do que aqueles que dormiram por nove horas. Pouco tempo de sono também foi relacionado a níveis reduzidos de colesterol bom, o HDL.

 

Redação:
Prática
Conteúdo | Comunicação | Relacionamento

Com informações de:
Portal Revista Saude É Vital
Enviar por email O preenchimento do nome é obrigatório. O preenchimento do email é obrigatório. O preenchimento do nome do destinatário é obrigatório. O preenchimento do email do destinatário é obrigatório.

Obrigado! Seu email foi enviado.

Fechar